Como funciona coleira antipulgas e carrapatos?

Antipulgas e carrapatos?

Quando decidimos ter um animal de estimação, é preciso ter em mente que os cuidados com eles devem ser constantes. Isso porque os pets se tornam verdadeiros entes familiares e, dessa forma, merecem todo o nosso cuidado e a nossa atenção especial.

Além disso, é preciso considerar que eles terão convivência constante com os seres humanos. Sendo assim, cuidar para que eles não tenham pulgas e carrapatos e, acima de tudo, uma questão de saúde, tanto para o animal, quanto para os humanos.

Mas, talvez o mais importante de todo esse cenário, é a questão do conforto e bem-estar do seu animal de estimação. As pulgas e os carrapatos colocam a saúde do pet em risco, além de trazer uma incomoda sensação de coceira e dor a ele.

Sendo assim, uma das maneiras mais eficazes de evitar que ele contraía esses parasitas, é fazendo o uso constante de medicamentos que impedem que as pulgas e os carrapatos se instalem entre os seus peitos. No entanto, todos nós sabemos quão difícil pode ser dar remédios para os animais, não é mesmo?

Portanto, surgiram as coleiras antipulgas e carrapatos. Elas são uma ótima forma de mantê-los protegidos, sem que haja a necessidade constante de ficar revalidando o consumo de medicamentos.

Preparamos esse artigo para você que deseja saber mais sobre o funcionamento e a segurança das coleiras antipulgas e carrapatos. Trataremos sobre o que elas são, como atuam e quais os riscos envolvidos em seu uso. Tudo, é claro, pensando no maior benefício para o seu pet.

Acompanhe a leitura!

O que são as coleiras antipulgas e carrapatos?

Basicamente, são coleiras feitas de um material flexível, que não incomodam o animal. No entanto, elas possuem, em sua composição, uma série de elementos químicos que visam a eliminação de pulgas e carrapatos, e agem de modo não agressivo.

As coleiras antipulgas e carrapatos foram especialmente desenvolvidas para liberar pequenas doses de medicamento, através do contato direto com a pele do animal. Dessa forma, elas não agem incisivamente, com grandes quantidades de veneno, e protegem o pet por um período mais longo.

Normalmente, as coleiras são indicadas para serem trocadas a cada 60 dias. Esse prazo pode variar de acordo com o porte do animal, bem como a exposição dele ao ambiente, que pode aumentar a incidência de pulgas e carrapatos. Além disso, algumas marcas prometem uma proteção maior, podendo chegar até a 6 meses.

O ideal é analisar como o pet reage e como ele consegue se manter livre das pulgas e carrapatos. Sendo assim, o melhor método de escolha, vai da própria adaptação do animal ao uso da coleira. Apenas fique atento a usar uma que seja própria para o seu animalzinho.

O que contém as coleiras antipulgas e carrapatos?

Elas são feitas de material plástico e flexível, parecido com uma borracha. Nessa borracha, é inserida a quantidade ideal de medicamento (veneno) que irá proteger o animal da instalação de parasitas externos. No caso, as pulgas e os carrapatos.

A maior vantagem do uso da coleira, é que ela atua de acordo com a movimentação do pet. Conforme ele se mexe, a coleira atrita com a pele, espalhando a substância com o princípio ativo. Sendo assim, ele está em constante proteção, mas através de doses gradativas.

As coleiras antipulgas e carrapatos vão fazer mal ao meu pet?

De modo nenhum. Justamente por ser menos pontual que o uso de medicamentos via oral, o pet não terá nenhuma reação negativa ao uso da coleira. Ao contrário. Apenas é indicado que você utilize a coleira ideal para o seu animal, que deve considerar o porte dele.

Além disso, tome alguns cuidados ao utilizar esse item. É importante que o animal tenha mais que seis semanas, para evitar que as dosagens sejam muito altas para ele. As fêmeas que estão amamentando também não devem utilizá-la. Por Saiba mais aqui fim, evite que ele morda a coleira, para que o princípio ativo não seja absorvido diretamente pela língua.

Como eu devo usar a coleira antipulgas e carrapatos no meu pet?

Como dissemos, as pulgas e os carrapatos não têm muita distinção no momento de escolha de qual pet irão infestar. Por isso, mesmo que o seu pet tenha pouco contato com a rua e ambientes favoráveis à contração desses parasitas, ainda assim pode acontecer de ele aparecer cheio de pulgas e carrapatos.

Para tanto, o uso da coleira é fundamental. Não apenas durante a crise de infestação, mas também para protege-lo de novos parasitas. Para escolher a melhor opção de coleira, o método mais adequado é analisar como ele mesmo reage ao uso.

Efetivamente, ela é uma coleira. Logo, deve estar alocada no pescoço do animal. Assim, você evita que ele morda. Também é o local ideal para que o princípio ativo se espalhe, sem danos e sofrimentos ao pet. No entanto, analise como ele está se sentindo, após a instalação da coleira.

Caso perceba que o seu animal está apático, pode ser que a dosagem esteja maior que o recomendado. Além disso, se notar que ele está desconfortável com aquele modelo, pode ser necessário utilizar outro tipo e marca de coleira, sempre visando o conforto e o bem-estar de seu animal Visite o site de estimação.

Para finalizar, não deixe de consultar o veterinário. As pulgas e os carrapatos podem causar doenças perigosas, que comprometem a vida do animal. Após o tratamento adequado, faça o uso da coleira. Assim, ele estará constantemente protegido. É, sem sombra de dúvidas, um ato de amor e carinho com o seu pet.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15

Comments on “Como funciona coleira antipulgas e carrapatos?”

Leave a Reply

Gravatar